Tag: saúde

Kit Suco Verde Pronto

 • 

12

Como a postagem do Gelinho de Couve-folha foi um sucesso, agora é a vez do Kit Suco Verde. Com o dia a dia corrido, muitas vezes sem o tempo para fazer os gelinhos verdes (relembrem como faz aqui), fiquei um tempo sem tomar este suco que nos faz tão bem e nos deixa super nutrida. Foi, então, que fui atrás de algo mais prático ainda que já tinha pensado em fazer e é na mesma ideia do Gelinho da couve: separar em sacos de congelamento os ingredientes já certos para um copo de suco.

Na semana anterior, quando comprei o abacaxi, já havia descascado e congelado fatiado, pois facilita muito na hora de fazer suco, não estraga e se quisermos comer como fruta na hora do lanche, é bem gostoso comê-lo congelado ou geladinho. Então, nesta semana, cortei os ingredientes que faltavam para o kit. Este kit verde pode variar, aliás, é ideal que sempre seja variado para não enjoarmos e sempre estarmos consumindo vários nutrientes diferentes.

11

Nesta remessa, fiz 10 kis verdes contendo:

- 01 couve-folha

- 1/4 de maçã

- 01 fatia média de abacaxi

- 01 pedaço de gengibre de 2cm (+-)

- 01 pedaço de pepino de 2 a 3 cm

- 01 pedaço de cenoura de 3cm (ou mais)

Muitos podem estar se perguntando onde está o Gelinho da Couve-folha que ensinei há um tempo e se coloquei errado nos ingredientes acima. Mas, não!!! Depois de algumas pesquisas, constatei o que já imaginava: podemos congelar a folha inteira. Quem quiser, pode, depois de lavá-las, colocar em um recipiente a folha e ir tirando ou partindo (sim, quebrando mesmo), os pedaços que deseja usar. Eu resolvi já colocá-la, enrolada dentro dos kits e quando quiser, só tirar o saco, jogar no liquidificados e beber!!!

DICA EXTRA: Para que a maçã e outras frutas não oxidem, antes de colocá-las dentro do saco, passei em um suco de meio limão. ;)

Fiz 10 sacos para ter uma margem de 2 dias, caso não consiga fazer no próximo final de semana. A ideia é fazer 30 saquinhos, que valerão para o mês inteiro, mas faltaram os saquinhos.

Ah…Continuo adorando fazer os gelinhos. Mas, na hora da praticidade, enrolar foi a solução, já que não se perde seus nutrientes também desta forma.

E aí, gostaram? Nada de desculpas mais, não é?

Combate ao mofo, ácaros e seus companheiros

 • 

Com essas mudanças de temperatura, é impossível não ter crises alérgicas, asma, bronquite e tudo que está relacionado à umidade, poeira, ácaro, bactérias, fungos, etc.
Pensando nisso e numa forma de ajudar estas pessoas (como eeeuuuu, que sou alérgica a tudo isso e muito mais…), há alguns métodos para combate e ajuda nessas horas.

Há o Desumidificador/Umidificador de Ar – serve para retirar/colocar a umidade no ar, dependendo da necessidade. Basta liga-lo na tomada e deixar agindo, sem causar barulho e gastando pouca energia. Existem vários modelos e este abaixo é um dos que podem ser encontrados no mercado. Há também as versões mini e as max, se desejas para um ambiente pequeno ou grande, pode optar por um mais compacto ou não.

Complementando a função do desumidificador/umidificador, existe agora no mercado também o Esterilizador de Ar. É o mesmo processo usado em hospitais para eliminar bactérias, fungos e tudo de ruim que possa existir no ar. Elimina-se todas as impurezas que existirem, bastando deixar ligado por 24h, pois não consome muita energia e não faz barulho algum. Dependendo do tamanho do ambiente que deseja colocar, há Esterilizadores com capacidades diferentes. O para quartos de bebês é a linha que mais está sendo procurada, por ajudar aos pais nesse combate. Um dos vários modelos que existe no mercador, são esses dois, um para bebê e outro para ambientes maiores como salas:


Além destas boas contribuições, a marcar Airfree lançou, após vários testes científicos feitos e comprovados, um Kit Antimofo, que contém vários utensílios e produtos que ajudarão na limpeza e na eliminação dessas bactérias e mofos. Bastante indicado para armários, gavetas e objetos em geral. Seu maior benefício é por ser feito por materiais naturais, em que não haverá nenhuma química durante a limpeza, o que, para muitas pessoas, também é causa de alergias.

Este Kit contém:

- 1x Exclusivo Extrato Vegetal Antimofo
- 1x Guia prático 4x Fibra genérica
- 4x Fibra macia
- 4x Fibra colante
- 1x Luva de limpeza
- 1x Mascara de proteção
- 1x Óculos de proteção

Descrição detalhada de cada produto:

- Prevenção -

Extrato Vegetal Antimofo: desenvolvimento exclusivo Airfree, este extrato 100% natural é constituído somente de óleos vegetais e essenciais e deve ser utilizado, em pequenas quantidades, sobre superfícies previamente limpas. Possui propriedades bactericida, acaricida e fungicida.

- Ítens de Remoção -

Fibra genérica: substitui a palha de aço na limpeza de locais muito contaminados e não sensíveis a riscos.

Fibra macia: indicada para limpeza de superfícies delicadas, não provoca riscos.

Fibra colante: desenvolvida para reter 6 vezes mais poeira que materiais tradicionais, como o pano úmido.


- Itens de proteção pessoal –

Luva de limpeza: garante a proteção e a sensibilidade necessária para o procedimento de limpeza.

Máscara de proteção: evita a inalação de partículas contaminadas.

Óculos de proteção: Assegura a proteção dos olhos, evitando contato com os respingos durante a limpeza.

Por fim, há ainda aquelas Capas para travesseiros e colchões, que são óóótimas também no combate a estas pragas que insistem em nos rodear. Fácil de manutenção e de limpeza, além de todas as dicas acima, vale super a pena usá-las SEMPRE!!! Além de se livrar e combater os ácaros e mofos, protege seus colchões e travesseiros, fazendo-os durar muito mais!!!


Dr. Bactéria e os erros na cozinha

 • 

Como não vivemos só de design, decoração e tudo que envolve este mundo maravilhoso, temos que nos preocupar com o nosso dia-a-dia, com os cuidados que devemos ter na nossa casa E na nossa vida e isso inclui todaaaassss as bactérias possíveis (e impossíveis também, porque não?!)

E por falar em bactéria… e sabendo de sua “fama” e importante divulgação de seu trabalho, não podemos esquecer do Dr. Bactéria.

Sim, sim, é aquele mesmíssimo do Fantástico, que fala cada coisa que nos atinge em cheio quando o assunto é o nosso dia-a-dia, devido aos erros absurdos (sem sabermos, é claro) que cometemos a cada instante que estamos tentando levar nossa vida!

Lendo o seu livro – que por sinal, é maravilhoso… vale super a pena comprar e “comê-lo” para que não cometamos tantas atrocidades criando bactérias sem saber – resolvi falar de alguns pontos, dos vááários que ele traz em seu livro: a COZINHA!

Desta forma, unindo os erros relatados pelo Dr. Bactéria no Fantástico há um tempinho e algumas outras dicas dadas no seu livro, vamos descobrir quais são esses erros para que não cometamos mais, ok?!



Colocar carnes debaixo da torneira


Jamaaaais devemos fazer isto, pois a carne perde os nutrientes, ficando toda esbranquiçada e a chance de contaminação nela aumentará ainda mais, já que a quantidade de água também aumenta, o que propicia penetrar as bactérias mais facilmente.


Colocar detergente direto na esponja

Isto não deve acontecer, pois será muito difícil depois de enxaguar todo esse detergente dos alimentos, podendo causar problemas de saúde. Portanto, bastam apenas 8 gotas de detergente em uma bacia com 1 litro de água.

Nunca usar tábua de carne de madeira

Devem ser jogadas diretamente no lixo, porque tábuas de madeira não se limpa, não se higieniza, não se desinfeta DE FORMA ALGUMA, nem lavando com água e sabão, água sanitária, deixar de molho… não adianta, as bactérias são invencíveis lá! Então, joga tudo no lixo!


- O ideal mesmo é a de vidro, mas devido ao cuidado que tem que se ter para não quebrar, pode-se usar a de plástico. Entretanto, deve-se sempre higienizar e trocar periodicamente, pois, se ficou amarelada, escura, não pensa em jogar água sanitária… vai lá e troca garota!!! Aqui em casa tem uma tábua super grossa de vidro, para tratar a carne. Ela é muuuuuuuito usada nos churrascos! ÓÓÓtima!!! Vale a pena comprar ou até, mandar cortar um pedaço de vidro para sua casa!

Não guardar comida quente na geladeira

Não há problema nenhum em guardar os alimentos ainda quentes na geladeira, pois não irá estragar, pelo contrário, irá proteger das bactérias. Entretanto, o que vai acontecer apenas é que irá gastar um pouco mais de energia, já que a geladeira trabalhará mais para que o alimento esfrie, mas isso também não irá estragá-la.

Guardar a comida quente na geladeira, mas em recipiente fechado

Não adianta de nada seguir o item anterior, se colocar a comida quente dentro de recipiente tampado na geladeira, pois o ar frio irá bater na tampa e não entrar, demorando para resfriar e, consequentemente, facilitando mais uma vez a criação de bactérias. Sendo assim, coloque tudo destampado e tampando somente duas horas depois.

Furar dois lados da lata de leite condensado

Mesmo que a sua intenção seja a de facilitar a saída do leite condensado e guardá-lo ainda dentro da lata na geladeira, de nada adiantará quanto as famosas bactérias, pois elas entrarão por um desses furos de qualquer jeito. O que deve ser feito é abrir a lata por inteiro, colocar o leite condensado num recipiente de plástico ou de vidro e se servir com uma colherzinha (mas não coloque a colher na boca e ponha no recipiente novamente, ok?!). Após consumo, tampar o recipiente e guardar na geladeira.

Usar a mesma esponja por muito tempo
A vida útil de uma esponja não pode ultrapassar mais de 7 dias. Além disso, durante o uso, deverá ser desinfetada todos os dias numa solução de 1 litro de água corrente para duas colheres de sopa de água sanitária.

- Quando for fazer as compras de casa, em vez de toda semana comprar uma esponja nova, compra logo o kit que vem 3 ou 4 para não ter o perigo de esquecer e passar esse prazo de validade delas e ficar usando e contribuindo para a proliferação de bactérias.

Ignorar as formigas

As formigas são consideradas muito mais agente transmissor de bactérias do que a própria barata, pois quando estas morrem, são as formigas que as carregam.
Assim, se aparecer formiga na sua comida, no seu doce, jogue tudo no lixo, pois elas contaminaram tudo!

- E nem pense: “o que não mata, engorda”, porque mata! hehehehehe

Colocar lixeirinha na pia da cozinha

Isto é um dos maiores erros que se pode cometer, afinal é o lixo junto dos alimentos, da louca suja e da louça limpa, da esponja de lavar, de tudo que vai para nossa boca de uma maneira ou de outra. A lixeira correta é aquela de chão, de pedal, forrada com saco plástico e que é limpa e desinfetada todos os dias para acabar com focos de micróbios e atração para insetos como barata, formiga.

- Eu sei que na hora que estamos cozinhando ou lavando a louça ou até fazendo qualquer outra coisa na cozinha, é a lixeirinha da pia que nos salva. Mas, porque não colocar uma lixeira de chão e com pedal pequena, perto de nós para nos ajudar e ainda contribuir para a não criação de bactérias na nossa cozinha?! Vale a pena o esforço, gente! Ah, e aproveita para comprar uma lixeira para os reciclados, pois joga tudo lá e ajuda no meio ambiente, ok?!

Soprar as velinhas em bolos de aniversários

Testes já comprovam que o bolo fica contaminado por bactérias de saliva ao assoprar as velinhas e são responsáveis por produzirem uma toxina que poderá ocasionar intoxicações com 24 horas de vômito e mal-estar. Assim, além de não assoprar as velinhas, mantenha o bolo dentro da geladeira enquanto não vai cantar os parabéns ou utilizá-lo.

- Gente, eu sei que cantar parabéns e não assoprar as velinhas não tem a menor graça, não é?! Então, tive a idéia… canta-se o parabéns com a velinha toda no bolo e, na hora de apagar, retira ela, assopra e pronto: cantou parabéns, assoprou a velinha e não contaminou o bolo! Mas não coloca a vela de volta no bolo para não contaminar também, certo?!

Escorrer os alimentos no escorredor de pratos

Quem pensa que está protegendo os alimentos da sujeira da pia ao colocar no escorredor de pratos, está enganado. Apesar de o escorredor estar mantendo objetos que estão – supostamente – limpos, isto irá facilitar diretamente a passagem das bactérias – que podem estar no escorredor, mesmo que ele seja sempre limpo – nos alimentos que irão diretamente também para nossas bocas.

Paninho sujo e úmido em cima da pia

Manter um paninho usado em cima da pia para estar constantemente limpando é uma grande constuibor para a proliferação de bactérias. Se no pano seco, pode levar 24 horas para os micróbios deixarem de estar ativos, no pano úmido, eles resistirão por 3 dias facilmente.

- Não adianta ficar reutilizando aqueles paninhos de copa por dias! Compra aqueles pacotes de paninhos de pia no supermercado e vai utilizando nas lavagens. Assim, é garantido a limpeza e as bactérias longe!

Usar pregadores de roupa para fechar pacotes de alimentos

Não tem como ser limpo, o pregador de roupa que fica exposto no varal a tudo quanto é tipo de manipulação e ocorrência (como a de cair no chão… no xixi do cachorro…)! Assim, esse mesmo pregador não poderá ser usado para fechar pacotes de alimentos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...